Com as tags: lisboa Mostrar Comentários | Atalhos

  • Anedota Comentar!
    11 dias · , , , , , lisboa, ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    O alentejano está a comer ao balcão de… 

    O alentejano está a comer ao balcão de um restaurante na estrada, quando entram três motoqueiros de Lisboa, tipo “Abutres” (aqueles gajos que vestem roupas de couro preto, cheias de coisas cromadas e que gostam de mostrar a sua força quando estão em bando).
    O primeiro, vai até ao alentejano, apaga o cigarro em cima do bife dele e vai sentar-se na ponta do balcão.
    O segundo, vai até ao alentejano, cospe no copo dele e vai sentar-se na outra ponta do balcão.
    O terceiro, vira o prato do alentejano e também vai sentar-se junto dos outros…
    Sem uma palavra de protesto, o alentejano levanta-se, põe o boné já gasto na cabeça e vai-se embora.
    Depois de algum tempo, um dos motoqueiros diz ao empregado do restaurante: – Aquele gajo não era grande homem!
    – Era mesmo um banana. – remata o segundo motoqueiro.
    E o empregado: – Nem grande motorista… acabou de passar com o TIR por cima de três motas que estavam ali paradas!!!
     
  • Anedota Comentar!
    51 dias · , , , , , , , , , , , lisboa, , , , , , , , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Numa escola de Lisboa onde há alunos de… 

    Numa escola de Lisboa, onde há alunos de vários estratos sociais, durante uma aula de Português, a professora perguntou:
    – Dêem exemplos de frases com a palavra ÓBVIO?
    Cátia Vanessa, uma das alunas mais aplicadas da turma, sempre muito bem vestida, ar de menina bem, respondeu:
    – Senhora professora, hoje acordei bem cedo, ao nascer do sol, depois de uma óptima noite de sono no conforto do meu quarto. Desci a enorme escadaria da minha vivenda e fui à copa onde tomei o pequeno-almoço. Depois de me deliciar com as mais apetitosas iguarias fui até à janela que dá para o jardim. Vi a porta da garagem aberta e que lá se encontrava guardado o Ferrari do meu pai. Pensei cá com os meus botões: ‘É ÓBVIO que o papá foi trabalhar de Mercedes’.
    Luís Cláudio, aluno de família classe média, não quis ficar atrás e disse:
    – Professora, hoje não dormi nada bem porque o meu colchão é um bocado duro, mas apesar disso ainda consegui dormir alguma coisa. Tinha ligado despertador e por isso acordei a horas. Levantei- me cheio de sono, comi um pão torrado com manteiga e tomei café com leite. Quando sai para a escola vi o Fiat Uno do meu pai parado na garagem. Disse cá para comigo: ‘É ÓBVIO que o pai não devia ter gasolina e foi trabalhar de autocarro’.
    Embalado na conversa, Geofredo Motumba Júnior, um preto da Cova da Moura, também quis responder:
    – Féssora, hoje eu quasi num dormiu porqui houve cunfusão lá nos meu rua, com tiro e tudo. Só acordei di manhã porque estava a esmorrer di fome, mas num havia nada pra comer lá nos casa. Espreitei pela janela e viu os minha vó vistido cum os camisola dus Porto e cos jornal dibaixo dus braço e aí eu pensou: ‘É ÓBVIO qui vai cágá. Num sabi ler!!!’.
     
  • Anedota Comentar!
    60 dias · , , , , , lisboa, , , , , , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    De férias no Japão Manuel entra em uma… 

    De férias no Japão, Manuel entra em uma loja de produtos de alta tecnologia e vê um par de óculos que custam três mil dólares! Embasbacado com o preço, pergunta ao vendedor o que esses óculos têm de tão especial.
    – Estes são os novos óculos Nude Look! Com eles o senhor poderá ver todas as mulheres sem roupa! Basta olhar para elas vestidas e os óculos mágicos cuidam do resto, deixando-as completamente nuas!
    Inicialmente ele não acredita, mas experimenta os óculos e logo vê o vendedor japonês totalmente sem roupa! Resolve então gastar todo o seu dinheiro e levar para casa a grande invenção tecnológica!
    Sai da loja, feliz da vida e vê uma linda japonesa de seios fartos e nádegas perfeitas, vestida com uma blusa de lã e calça comprida, mas isso não era problema. Pega nos seus óculos mágicos e vê a oriental completamente nua: – Ah, que mulher…
    Vai para o aeroporto para regressar a Portugal e lá dentro vê todas as hospedeiras como vieram ao mundo. Chega a Lisboa, excitadíssimo com a novidade, e entra em casa a correr cheio de saudades e querendo ver Maria nua sem ter o trabalho de tirar a roupa!
    Entra no quarto, com os óculos no rosto, ele vê Maria nua e corre para abraçá-la! Antes de tocá-la ele olha para o lado e vê Joaquim, o seu melhor amigo, também nu, tranquilamente sentado na sua cama!
    Tira os óculos e constata que o seu amigo continua nu, assim como Maria! Põe os óculos outra vez e eles continuam nus, tira os óculos, e continuam nus…
    E então ele exclama, indignado: – Raios! Olha que merda! Os óculos já se estragaram!!
     
  • Anedota Comentar!
    624 dias · , lisboa   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Sabes como é que um elefante passa despercebido… 

    Sabes como é que um elefante passa despercebido numa avenida de Lisboa? Com óculos de sol… já alguma vez viste um?
    (não)
    Então é porque está bem disfarçado!

     
  • Anedota Comentar!
    1201 dias · , , lisboa   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Dois alentejanos encontram-se em França 

    Dois alentejanos encontram-se em França. Diz um deles:

    • Então Manuel, como é que vais?
    • Eu não me chamo Manuel e nunca o vi na minha vida.
    • Não é possível! Então não estivemos juntos em Lisboa?
    • Eu nunca estive em Lisboa.
    • Espera, eu também nunca estive em Lisboa…
    • Se calhar, foram outros dois.
     
  • Anedota Comentar!
    1202 dias · , lisboa   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Porque é que os guardas em Lisboa são todos alentejanos 

    Porque é que os guardas em Lisboa são todos alentejanos?

    • Porque estão habituados a guardar porcos.
     

c
compor novo post
j
próxima post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
esc
cancelar