Com as tags: casamento Mostrar/Esconder Comentários | Atalhos de Teclado

  • Anedota 6:15 em 13 August, 2018 | Comentar!
    , casamento, , ,   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Foi um casal para a sua lua-de-mel, mas o noivo desconhecia 

    Foi um casal para a sua lua-de-mel, mas o noivo desconhecia por completo o que teria que “fazer”. Já no quarto, o noivo, muito nervoso, telefona para o seu pai.
    O pai, já a par da história diz ao filho: – Calma, presta atenção ao que eu te vou dizer: primeiro tira a tua roupa -e ele tirou; agora tira a roupa dela -e ele tirou; deita-a na cama -e ele deitou; apaga a luz -e ele apagou; e agora atenção, isto é o mais importante, …, atira-te para cima dela!
    Ele atirou-se e deu uma valente cabeçada na mesinha de cabeceira.
    Pegou novamente no telefone e disse: – Ai, …, ai, e agora?

    • Agora continua! – disse o pai.

    E ele, agora confiante, continuou a dar valentes cabeçadas na mesinha de cabeceira!…

     
  • Anedota 20:56 em 12 August, 2018 | Comentar!
    caes, casamento, , rua   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Na noite de casamento ela para ele que se mostrava um pouco 

    Na noite de casamento ela para ele que se mostrava um pouco desinteressado:

    • Olha querido,sabes,na noite de casamento, normalmente é suposto os noivos fazerem…
    • Fazer o quê?
    • Sabes, aquilo!…
    • Aquilo o quê?
    • Aquilo que vês os cãezinhos fazer na rua…
    • Porra! Não me digas que vou ter de andar toda a noite a mijar contra a parede!
     
  • Anedota 16:18 em 12 August, 2018 | Comentar!
    casamento, lua de mel, ,   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Na lua de mel diz o noivo para a noiva 

    Na lua de mel diz o noivo para a noiva:

    • Querida, tenho um segredo para te contar. É que eu sou daltónico!
    • Querido, – diz a noiva – também tenho um segredo para te contar. É que eu não sou sueca, sou cabo-verdiana!
     
  • Anedota 7:46 em 12 August, 2018 | Comentar!
    casamento, , , virgem   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    A rapariga tinha casamento marcado, e o burro do noivo 

    A rapariga tinha casamento marcado, e o burro do noivo jurava a pés juntos que ela era virgem, mas claro que ela não era.
    Nervosa, ela pede conselhos à sua mãe :

    • Mãe… o que é que eu faço ? O Astolfo pensa que eu sou virgem, e se ele descobre que eu não sou pode querer anular o casamento!
    • Filha, olha, faz como eu fiz ao teu pai: Antes do momento X vais à casa de banho e dissolves umas pedras hume-hume num copo com água, passas a água na coisa e pronto, vais ficar toda apertadinha e ele vai acreditar, já que ele é mesmo burro.

    Dito e feito, na hora do vamos-ver, a rapariga pôs as pedras num copo com água e deixou-o na casa de banho enquanto dissolvia.
    A rapariga já estava na cama e o Astolfo foi à casa de banho e foi então que ela se lembrou do copo.

    • Querido, não viste um copo com água que eu deixei na casa de banho ?
    • Viff sifmf quefridifnhaf.
     
  • Anedota 22:01 em 11 August, 2018 | Comentar!
    casamento, ,   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Um índio estava noivo de uma mulher de raça branca 

    Um índio estava noivo de uma mulher de raça branca. O pai da noiva, que era contra o noivado, diz ao índio:

    • Índio, para casar com minha filha, tem que ter piroca de 2 metros.

    Responde o índio:

    • Não faz mal! Índio corta!
     
  • Anedota 6:31 em 23 October, 2017 | Comentar!
    casamento   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    — Então, morreu a tua mulher?
    — É verdade. Em resultado duma queda que deu, quando montava a cavalo.
    — Claro, vendeste o cavalo…
    — De modo nenhum. Tenciono casar outra vez.

     
  • Anedota 2:20 em 23 October, 2017 | Comentar!
    casamento   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Dois homens conversam à mesa do café:
    — Sabes, já lá vão uns seis meses que não falo à minha mulher.
    — Eh pá, seis meses? Mas porquê? Tiveram alguma zanga?
    — Não! O que se passa é que eu acho falta de educação interrompê-la.

     
  • Anedota 22:04 em 22 October, 2017 | Comentar!
    casamento   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Acordei com a mãe de todas as ressacas, virei-me e ao lado da cama havia um copo de água e duas aspirinas. Olhei à volta e vi a minha roupa passada e pendurada. O quarto estava em perfeita ordem. Havia um bilhete da minha mulher: «Querido, deixei o café pronto na cozinha. Fui ao supermercado. Beijos.»
    Desci e encontrei um café à minha espera. Perguntei à minha filha:
    — Não me lembro de nada! Sabes o que aconteceu ontem?
    — Bem, pai, tu chegaste às três da madrugada, completamente bêbado, vomitaste no tapete da sala, partiste móveis, urinaste no guarda-roupa e aleijaste-te no olho ao bater na porta do quarto.
    — E porque está tudo arrumado, café preparado, roupa passada, aspirinas para a ressaca e um bilhete amoroso da tua mãe?
    — Bem, é que a mãe arrastou-te até à cama e, quando ela estava a tirar-te as calças, tu disseste: «Não faça isso, por favor! Eu sou casado!»

     
  • Anedota 17:53 em 22 October, 2017 | Comentar!
    casamento   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    O marido vai em viagem ao estrangeiro. A mulher escreve–lhe: «Promete-me que, enquanto aí estiveres, só saíras com homens. Pela minha parte, farei o mesmo.»

     
  • Anedota 13:43 em 22 October, 2017 | Comentar!
    casamento   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    O homem pergunta à mulher:
    — Querida, quando eu morrer, vais chorar muito?
    — Claro, querido. Sabes que eu choro por tudo e por nada.

     
  • Anedota 9:32 em 22 October, 2017 | Comentar!
    casamento   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Um casal vinha por uma estrada do interior sem dizer palavra. Uma discussão anterior havia levado a uma briga, e nenhum dos dois queria dar o braço a torcer. Ao passarem por uma quinta onde havia uma mula e porcos, o marido perguntou, sarcástico:
    — Parentes teus?
    — Sim — respondeu ela. — Cunhados e sogra.

     
  • Anedota 5:27 em 22 October, 2017 | Comentar!
    casamento   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Na Iua-de-mel diz o noivo para a noiva:
    — Querida, tenho um segredo para te contar. É que eu sou daltónico!
    — Querido — diz a noiva —, também tenho um segredo para te contar. É que eu não sou sueca, sou cabo-verdiana!

     
  • Anedota 1:12 em 22 October, 2017 | Comentar!
    casamento   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    — Vá, minha querida — diz o marido à mulher —, que preferes como prenda de anos: uma viagem ao Canadá ou um casaco de peles?
    — Uma viagem ao Canadá. Disseram-me que lá os casacos de pele são muito mais baratos.

     
  • Anedota 21:04 em 21 October, 2017 | Comentar!
    casamento   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    O telefone toca. O marido atende e, a certa altura, diz:
    — Enganou-se no número. Aqui não é o serviço de informações sobre o trânsito nas estradas.
    Depois, virando-se para a mulher, explica:
    — Um cretino qualquer que queria saber se a via estava livre.

     
  • Anedota 16:41 em 21 October, 2017 | Comentar!
    casamento   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Uma mulher terrivelmente ciumenta todas as noites passa revista ao marido. O mais pequeno cabelo que encontre dá origem a uma violenta discussão.
    Uma noite, não descobre cabelo nenhum. Começa a chorar e grita:
    — Agora até andas com mulheres carecas!

     
  • Anedota 12:37 em 21 October, 2017 | Comentar!
    casamento   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Uma jovem senhora foi enviada pela empresa onde trabalhava para fazer um curso de actualização de duas semanas, em Inglaterra. O marido levou-a ao aeroporto. Na despedida, disse:
    — Boa viagem, querida!
    — Obrigada, meu amor. Que queres que eu te traga de Inglaterra?
    Achando-se muito engraçadinho, o marido responde:
    — Traz-me uma inglesinha!
    A esposa não disse nada e embarcou. Passaram duas semanas, o marido voltou ao aeroporto para esperar a mulher e perguntou:
    — Como foi a viagem?
    — Muito bem, obrigada.
    — E trouxeste a minha encomenda?
    — O quê?
    — A inglesinha!
    — Ah, isso! Eu fiz o que pude. Agora vamos ter de esperar alguns meses para ver se nasce menina!

     

c
compor novo post
j
próxima post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
esc
cancelar