Com as tags: alunos Mostrar Comentários | Atalhos

  • Anedota Comentar!
    216 dias · alunos, , , , , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    No primeiro dia de aula numa escola secundária… 

    No primeiro dia de aula, numa escola secundária dos EUA, a professora apresentou aos alunos um novo colega, Sakiro Suzuki, vindo do Japão.
    A aula começa e a professora:
    – Vamos ver quem conhece a história americana. Quem disse: Dê-me a liberdade ou a morte? Silêncio total na sala. Apenas Suzuki levanta a mão:
    – Patrick Henry em 1775 em Filadélfia.
    — Muito bem, Suzuki.
    E quem disse: O estado é o povo, e o povo não pode afundar-se?
    Suzuki:
    – Abraham Lincoln, em 1863, em Washington.
    A professora olha os alunos e diz:
    – Não têm vergonha? Suzuki é japonês e sabe mais sobre a história americana que vocês! Então, ouve-se uma voz baixinha, lá ao fundo:
    – Japonês filho da puta!
    – Quem foi?, grita a professora.
    Suzuki levanta a mão e, sem esperar, responde:
    – General McArthur, em 1941, em Pearl Harbour.
    A turma fica super silenciosa. Apenas se ouve do fundo da sala:
    – Acho que vou vomitar.
    – Quem foi?, grita a professora novamente.
    E Suzuki:
    – George Bush Sénior, ao Primeiro-Ministro Tanaka, durante um almoço em Tókio, em 1991.
    Um dos alunos fala:
    – Chupa-me o pau!
    E a professora, irritada:
    – Acabou-se! Quem foi agora?
    E Suzuki, sem hesitações:
    – Bil Clinton à Mónica Lewinsky, na Sala Oval da Casa Branca, em Washington, em 1997.
    E outro aluno fala ao fundo:
    – Suzuki de merda!
    E Suzuki responde:
    – Valentino Rossi, no Grande Prêmio de Moto de Velocidade, no Rio de Janeiro, em 2002.
    A turma fica histérica, a professora desmaia, a porta abre-se e entra o diretor, que diz:
    – Que merda é essa? Nunca vi uma confusão deste tamanho!
    E Suzuki, bem alto:
    – Mariano Gago para José Sócrates em 2007, após ter recebido o relatório da inspeção feita à Universidade Independente.
     
  • Anedota Comentar!
    288 dias · alunos, , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    – Uma professora do 1 o ano decidiu… 

    – Uma professora do 1.o ano decidiu contar a his- tória dos três porquinhos aos alunos, até que chegou à parte em que os porquinhos tentavam angariar materi- ais para construir as suas casas.
    – ”E então, o primeiro porquinho chegou-se ao pé de um carroceiro que transportava fardos de palha, e perguntou:
    – O senhor não se importa de me ceder um pouco da sua palha para que possa construir a minha nova casa?” – contou ela.
    Depois, virando-se para os alunos, perguntou:
    – “E o que acham vocês que o homem disse?” Responde uma das criancinhas:
    – O homem deve ter dito: “Porra, um porco que fala!!!”
     
  • Anedota Comentar!
    325 dias · alunos, , , , , , , , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    No primeiro dia de aula a professora chama… 

    No primeiro dia de aula, a professora chama os alunos um por um e pede para eles se apresentarem brevemente, dizendo o nome e a profissão dos pais.
    – Eu me chamo Luciana – diz uma menina- minha mãe é dona de casa e meu pai, engenheiro.
    – Eu sou o Luís Carlos – diz um garoto – minha mãe é arquiteta e meu pai, bancário.
    – Eu sou o Roberto – diz um outro menino – minha mãe é prostituta e meu pai faz strip-tease numa boate gay.
    Silêncio sepulcral. A professora, constrangida, muda rapidamente de assunto.
    No recreio, os colegas perguntam para Roberto: – É verdade que sua mãe é prostituta e seu pai tira a roupa na frente das bichas?
    – Não! – responde o Roberto – É que fiquei com vergonha de contar que eles trabalham na Microsoft!
     
  • Anedota Comentar!
    345 dias · alunos, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Numa escola de Lisboa onde há alunos de… 

    Numa escola de Lisboa, onde há alunos de vários estratos sociais, durante uma aula de Português, a professora perguntou:
    – Dêem exemplos de frases com a palavra ÓBVIO?
    Cátia Vanessa, uma das alunas mais aplicadas da turma, sempre muito bem vestida, ar de menina bem, respondeu:
    – Senhora professora, hoje acordei bem cedo, ao nascer do sol, depois de uma óptima noite de sono no conforto do meu quarto. Desci a enorme escadaria da minha vivenda e fui à copa onde tomei o pequeno-almoço. Depois de me deliciar com as mais apetitosas iguarias fui até à janela que dá para o jardim. Vi a porta da garagem aberta e que lá se encontrava guardado o Ferrari do meu pai. Pensei cá com os meus botões: ‘É ÓBVIO que o papá foi trabalhar de Mercedes’.
    Luís Cláudio, aluno de família classe média, não quis ficar atrás e disse:
    – Professora, hoje não dormi nada bem porque o meu colchão é um bocado duro, mas apesar disso ainda consegui dormir alguma coisa. Tinha ligado despertador e por isso acordei a horas. Levantei- me cheio de sono, comi um pão torrado com manteiga e tomei café com leite. Quando sai para a escola vi o Fiat Uno do meu pai parado na garagem. Disse cá para comigo: ‘É ÓBVIO que o pai não devia ter gasolina e foi trabalhar de autocarro’.
    Embalado na conversa, Geofredo Motumba Júnior, um preto da Cova da Moura, também quis responder:
    – Féssora, hoje eu quasi num dormiu porqui houve cunfusão lá nos meu rua, com tiro e tudo. Só acordei di manhã porque estava a esmorrer di fome, mas num havia nada pra comer lá nos casa. Espreitei pela janela e viu os minha vó vistido cum os camisola dus Porto e cos jornal dibaixo dus braço e aí eu pensou: ‘É ÓBVIO qui vai cágá. Num sabi ler!!!’.
     
  • Anedota Comentar!
    389 dias · alunos, , , , , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Havia uma professora que não tinha ensinado nada… 

    Havia uma professora que não tinha ensinado nada aos alunos, e então recebeu uma carta a avisá-la que iria receber em breve a visita de um inspector.
    Ela então explicou aos alunos o que se ia passar, e que eles não deveriam ficar nervosos, e que quando não soubessem alguma coisa que ele lhes perguntasse, que olhassem para ela que ela iria arranjar uma maneira de ajudá-los.
    Assim foi, no dia da visita o inspector escreve no quadro a letras grandes CANETA.
    – Pode ser esse menino aí na primeira fila. Leia isto em voz alta.
    O garoto olha para a professora, que, enquanto o inspector estava a escrever, pegou numa caneta e começa a soletrar:
    – Ca-ne-ta!
    – Sim senhor, agora isto.
    – e volta a escrever, desta vez BORRACHA
    – Você aí ao lado agora. Mesma cena, e o garoto:
    – Bo-rra-cha!
    – Hmm afinal isto não está assim tão mal quanto diziam. Bem mais uma vez, agora aquele menino lá no fundo.
    – e ele escreve SINO O garoto aflito a olhar para a professora que estava a sacudir a mão fechada para cima e para baixo como quem está a tocar o sino.
    – Pu-nhe-ta
     
  • Anedota Comentar!
    394 dias · alunos, ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    O professor perguntou aos alunos quantos corações temos… 

    O professor perguntou aos alunos: quantos corações temos nós?
    -Dois, senhor professor. Respondeu um dos alunos
    -Dois? Como?!… Replicou o professor.
    -Dois, sim senhor professor: o meu e o seu.
    Agir como se pensa é a coisa mais difícil do mundo. Disse o professor.
     
  • Anedota Comentar!
    461 dias · alunos, , , , , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Numa escola em África a professora pede aos… 

    Numa escola em África a professora pede aos alunos que digam um verbo. O 1º aluno pensa um bocado e diz: – Bicicrete.
    – Não, bicicleta não é um verbo. Tu aí atrás, diz um verbo.
    O rapaz pensa um bocado e finalmente diz: – Prástico.
    – Não, plástico não é um verbo. Tu aí ao pé da janela, diz um verbo.
    O rapaz pensa um pouco e diz: – Hospedar.
    – Muito bem, hospedar é um verbo sim senhor. Agora diz uma frase com esse verbo. O aluno: – Hospedar da minha bicicrete são de prastico!
     
  • Anedota Comentar!
    526 dias · alunos, , , , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Numa aula de biologia o professor colocou uma… 

    Numa aula de biologia, o professor colocou uma lombriga em cada um de quatro tubos de ensaio.
    Além da lombriga, o primeiro tubo continha álcool, o segundo fumo de cigarros, o terceiro esperma e o quarto terra humedecida.
    Na aula seguinte, mostrou aos alunos a conclusão da experiência. De facto: a primeira, que tinha sido mergulhada em álcool, estava morta; a segunda, com fumo de cigarros, morta estava; a terceira morreu no meio do esperma; a quarta, na terra humedecida, fora a única sobrevivente.
    Então, perguntou à turma: – “O que podemos aprender com esta experiência, meninos?”
    Imediatamente, o Joãozinho responde: – “Temos de beber, fumar e foder para não termos lombrigas!”
     
  • Anedota Comentar!
    718 dias · alunos,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    – O professor diz com ênfase aos alunos… 

    – O professor diz com ênfase aos alunos: – Hoje vou falar das particularidades do macaco: olhem bem para mim e prestem atenção.

     
  • Anedota Comentar!
    727 dias · alunos, , , , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    No hospital da escola de medicina o professor… 

    No hospital da escola de medicina, o professor chama um dos alunos mais avançados e pergunta:

    • Como foi o resultado da cirurgia que mandei você fazer?
    • Cirurgia? Nooossa! Eu entendi que era pra fazer a autópsia. .

     

c
compor novo post
j
próxima post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
esc
cancelar