Com as tags: jornal Mostrar Comentários | Atalhos

  • Anedota Comentar!
    6 dias · , , , , jornal   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Dois bêbados batem um papo muito animado Um… 

    Dois bêbados batem um papo muito animado. Um deles que está lendo o jornal, diz ao companheiro:
    – Luiz! Você viu que coisa mais interessante?

    – O que é?

    – Eu estou lendo aqui no jornal que um camelo pode trabalhar oito dias seguidos sem beber.

    O amigo, então, responde:
    – É curioso, eu sou exatamente o contrário!

    – Como assim?

    – Eu posso beber oito dias seguidos sem trabalhar.
     
  • Anedota Comentar!
    55 dias · jornal, ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    O Jacob vai colocar um anúncio no jornal… 

    O Jacob vai colocar um anúncio no jornal.

    Gostaria de colocar um nota fúnebre do morte de meu esposa,ele diz ao atendente.

    – Pois não, quais são os dizeres?

    Sara morreu!

    – Só isso? espanta-se o rapaz.

    Sim, Jacob não quer gastar muito.

    – Mas o preço mínimo permite até 5 palavras.

    Então coloca: “Sara morreu. Vendo Monza 94.
     
  • Anedota Comentar!
    97 dias · , , jornal, , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Os marinheiros já estavam há meses em alto… 

    Os marinheiros já estavam há meses em alto mar, sem sexo, então tinham que se virar como podiam. Pra não sujar a embarcação, eles depositavam todo resultado das aventuras sexuais solitárias em barris e, que quando ficavam cheios, eram jogados em alto mar.

    Meses depois, uma notícia estranha apareceu no jornal “57 freiras ficam grávidas ao mesmo tempo em um convento da ilha de Kuamalaca”. Uma equipe de médicos foi designada para desvendar o mistério. Chegando no convento, o chefe da equipe pergunta:

    – Há quanto tempo não aparece um homem nesta ilha?
    – Há 15 anos! – garante a madre.
    – Houve algum acontecimento estranho que chamasse a atenção de vocês nos últimos meses?
    – Nada muito importante. Mas me lembro que há poucos meses surgiu na praia um tonel cheio de parafina. Acreditamos que caiu de algum navio cargueiro.
    – E o que vocês fizeram com esta parafina? – perguntou um outro membro da equipe médica.
    – Ué… Nós fizemos velas!
     
  • Anedota Comentar!
    216 dias · , jornal,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Um homem colocou um anúncio num jornal que… 

    Um homem colocou um anúncio num jornal que dizia.
    – Mulher precisa-se.
    No dia seguinte recebeu mais de cem respostas:
    – Podes ficar com a minha.
     
  • Anedota Comentar!
    279 dias · , , , , , jornal, , , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Numa manhã a professora pergunta ao aluno Diz… 

    Numa manhã, a professora pergunta ao aluno: – Diz-me lá quem escreveu Os Lusíadas?
    O aluno, a gaguejar, responde:
    – Não sei, Sra. Professora, mas eu não fui.
    E começa a chorar. A professora, furiosa, diz-lhe:
    – Pois então, de tarde, quero falar com o teu pai.
    Em conversa com o pai, a professora faz-lhe queixa:
    – Não percebo o seu filho. Perguntei-lhe quem escreveu Os Lusíadas e ele respondeu-me que não sabia, que não foi ele…
    Diz o pai:
    – Bem, ele não costuma ser mentiroso. Se diz que não foi ele, é porque não foi. Já se fosse o irmão! Irritada com tanta ignorância, a professora resolve ir para casa e, na passagem pelo posto local da GNR, diz-lhe o comandante:
    – Parece que o dia não lhe correu muito bem!
    – Pois não! Imagine que perguntei a um aluno quem escreveu Os Lusíadas! Respondeu-me que não sabia, que não foi ele, e começou a chorar.
    Diz o comandante do posto:
    – Não se preocupe. Chamamos cá o miúdo, damos-lhe um aperto e vai ver que ele confessa tudo! Com os cabelos em pé, a professora chega a casa e encontra o marido sentado no sofá a ler o jornal. Pergunta-lhe este:
    – Então o dia correu bem?
    – Ora, deixa-me cá. Hoje perguntei a um aluno quem escreveu Os Lusíadas. Começou a gaguejar, que não sabia, que não tinha sido ele, e pôs-se a chorar. O pai diz-me que ele não costuma ser mentiroso. O comandante da GNR quer chamá-lo e obrigá-lo a confessar. Que hei-de eu fazer a isto?
    O marido, confortando-a:
    – Olha, esquece. Janta, dorme e amanhã tudo se resolve. Vais ver que se calhar foste tu e já não te lembras!
     
  • Anedota Comentar!
    331 dias · , , , , , , , jornal, , , , , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Mê querido filho Ponho te estas poucas linhas… 

    Mê querido filho.
    Ponho-te estas poucas linhas que é para saberes que tôu viva.
    Escrevo devagar porque sei que não gostas de ler depressa. Se receberes esta carta, é porque chegou. Se ela não chegar, avisa-me que eu mando outra.
    O tê pai leu no jornal que a maioria dos acidentes ocorrem a 1 km de casa.
    Por isso, mudámos pra mais longe.
    Sobre o casaco que querias, o tê tio disse que seria muito caro mandar-lo pelo correio por causa dos botões de ferro que pesam muito. Assim, arranquei os botões e meti-os no bolso. Quando chegar aí, prega-os de novo.
    No outro dia, houve uma explosão na botija de gás aqui na cozinha. O pai e eu fomos atirados pelo ar e caímos fora de casa. Que emoção! Foi a primeira vez em muitos anos que o tê pai e eu saímos juntos.
    Sobre o nosso cão, o Joli, anteontem foi atropelado e tiveram de lhe cortar o rabo, por isso toma cuidado quando atravessares a rua.
    Na semana passada, o médico veio visitar-me e colocou na minha boca um tubo de vidro. Disse para ficar com ele por duas horas sem falar. O tê Pai ofereceu-se para comprar o tubo.
    Tua irmã Maria vai ser mãe, mas ainda não sabemos se é menino ou menina. Portanto, nã sei se vais ser tio ou tia.
    O tê mano Antóino deu-me hoje muito trabalho. Fechou o carro e deixou as chaves lá dentro. Tive de ir a casa, pegar a chave suplente para a abrir. Por sorte, cheguei antes de começar a chuva, pois a capota estava em baixo.
    Se vires a Dona Esmeralda, diz-lhe que mando lembranças. Se nã a vires, nã digas nada.
    Tua Mãe Mariana
    PS: Era para te mandar os 100 euros que me pediste, mas quando me lembrei já tinha fechado o envelope.
     
  • Anedota Comentar!
    345 dias · , , , , , , , , , jornal, , , , , , , , , , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Numa escola de Lisboa onde há alunos de… 

    Numa escola de Lisboa, onde há alunos de vários estratos sociais, durante uma aula de Português, a professora perguntou:
    – Dêem exemplos de frases com a palavra ÓBVIO?
    Cátia Vanessa, uma das alunas mais aplicadas da turma, sempre muito bem vestida, ar de menina bem, respondeu:
    – Senhora professora, hoje acordei bem cedo, ao nascer do sol, depois de uma óptima noite de sono no conforto do meu quarto. Desci a enorme escadaria da minha vivenda e fui à copa onde tomei o pequeno-almoço. Depois de me deliciar com as mais apetitosas iguarias fui até à janela que dá para o jardim. Vi a porta da garagem aberta e que lá se encontrava guardado o Ferrari do meu pai. Pensei cá com os meus botões: ‘É ÓBVIO que o papá foi trabalhar de Mercedes’.
    Luís Cláudio, aluno de família classe média, não quis ficar atrás e disse:
    – Professora, hoje não dormi nada bem porque o meu colchão é um bocado duro, mas apesar disso ainda consegui dormir alguma coisa. Tinha ligado despertador e por isso acordei a horas. Levantei- me cheio de sono, comi um pão torrado com manteiga e tomei café com leite. Quando sai para a escola vi o Fiat Uno do meu pai parado na garagem. Disse cá para comigo: ‘É ÓBVIO que o pai não devia ter gasolina e foi trabalhar de autocarro’.
    Embalado na conversa, Geofredo Motumba Júnior, um preto da Cova da Moura, também quis responder:
    – Féssora, hoje eu quasi num dormiu porqui houve cunfusão lá nos meu rua, com tiro e tudo. Só acordei di manhã porque estava a esmorrer di fome, mas num havia nada pra comer lá nos casa. Espreitei pela janela e viu os minha vó vistido cum os camisola dus Porto e cos jornal dibaixo dus braço e aí eu pensou: ‘É ÓBVIO qui vai cágá. Num sabi ler!!!’.
     
  • Anedota Comentar!
    573 dias · , , , , , , jornal, , , , , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Mê querido filho Ponho te estas poucas linhas… 

    Mê querido filho
    Ponho-te estas poucas linhas que é para saberes que tôu viva.
    Escrevo devagar porque sei que não gostas de ler depressa. Se receberes esta carta, é porque chegou. Se ela não chegar, avisa-me que eu mando outra.
    O tê pai leu no jornal que a maioria dos acidentes ocorrem a 1 km de casa. Por isso, mudámo-nos pra mais longe.
    Sobre o casaco que querias, o tê tio disse que seria muito caro mandar-to pelo correio por causa dos botões de ferro que pesam muito. Assim, arranquei os botões e meti-os no bolso. Quando chegar aí prega-os de novo.
    No outro dia, houve uma explosão na botija de gás aqui na cozinha. O pai e eu fomos atirados pelo ar e caímos fora de casa. Que emoção: foi a primeira vez, em muitos anos que o tê pai e eu saímos juntos.
    Sobre o nosso cão, o Joli, anteontem foi atropelado e tiveram de lhe cortar o rabo, por isso toma cuidado quando atravessares a rua.
    Na semana passada, o médico veio visitar-me e colocou na minha boca um tubo de vidro. Disse para ficar com ele por duas horas sem falar. O tê Pai ofereceu-se para comprar o tubo.
    A tua irmã Maria vai ser mãe, mas ainda não sabemos se é menino ou menina. Portanto, nã sei se vais ser tio ou tia. O tê mano Antóino deu-me hoje muito trabalho. Fechou o carro e deixou as chaves lá dentro. Tive de ir a casa, pegar a suplente para a abrir. Por sorte, cheguei antes de começar a chuva, pois a capota estava aberta.
    Se vires o Sr. Alcino, diz-lhe que mando lembranças. Se nã o vires, nã lhe digas nada.
    Tua Mãe Mariana
    PS: Era para te mandar os 100 euros que me pediste, mas quando me lembrei já tinha fechado o envelope.
    DESCULPA a minha lêtra, mas eu tenho andado muito rouca.

     
  • Anedota Comentar!
    778 dias · , , jornal, , ,   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Num autocarro um padre senta se ao lado… 

    Num autocarro, um padre senta-se ao lado de um bêbado que, com dificuldade, lê o jornal. De repente, com a voz ‘empastada’, o bêbado pergunta ao padre:

    • O senhor sabe o que é artrite?

    O padre pensa logo em aproveitar a oportunidade para dar um sermão ao bêbado e responde:

    • É uma doença provocada pela vida pecaminosa e sem regras: excesso de consumo de álcool, certamente mulheres perdidas, promiscuidade, sexo, farras e outras coisas que nem ouso dizer…

    O bêbado arregalou os olhos e continuou lendo o jornal. Pouco depois o padre, achando que tinha sido muito duro com o bêbado, tenta amenizar:

    • Há quanto tempo é que o senhor está com artrite?
    • Eu? … Eu não tenho artrite! … Diz o jornal que quem tem é o Papa!

     
  • Anedota Comentar!
    1479 dias · , , jornal, leite condensado, sic   
    facebook twitter reddit whatsapp messenger telegram share

    Uma repórter do Jornal da noite da SIC estava na estação 

    Uma repórter do Jornal da noite da SIC estava na estação do Rossio a perguntar às pessoas do que é que elas mais gostavam.

    • O senhor aí, pode dizer-me qual é a coisa de que mais gosta?
    • Cú com leite condensado!
    • O senhor podia ser um pouquinho mais discreto, estamos numa emissão em direto.
    • Eu disfarcei, minha senhora. Eu até nem gosto de leite condensado.

     

c
compor novo post
j
próxima post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
esc
cancelar