Com as tags: velhote Mostrar/Esconder Comentários | Atalhos de Teclado

  • Anedota 3:50 em 25 February, 2018 | Comentar!
    velhote   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Depois de 50 anos de casamento, o velhote morre e vai para o Céu.
    Passados uns meses, a velhota também morre e também vai ter ao Céu.
    Mal chega lá, encontra o velhote e diz-lhe enquanto corre para o abraçar:

    • Meu amor! Meu querido!
    • Ei, ei, ei! Chega para lá! O acordo foi «até que a morte nos separe!».
     
  • Anedota 23:31 em 24 February, 2018 | Comentar!
    velhote   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    A velhota, já de 90 anos, tinha poucos reflexos, de modo que quando o espelho lhe fugiu das mãos não o conseguiu agarrar.
    Mal o espelho cai ao chão e se parte, o velhote diz-lhe:

    • Caramba, mulher! Vais ter sete anos de azar!
    • Ai que bom!
    • Que bom? Que queres dizer com isso, que bom?
    • Ora… Chegar aos 97 é uma dádiva!
     
  • Anedota 19:29 em 24 February, 2018 | Comentar!
    velhote   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    O médico diz ao velhote:

    • O senhor está de excelente saúde! Há-de viver pelo menos até aos 80!
    • Mas, senhor doutor, eu já tenho 80 anos…
    • Vê? O que é que eu lhe disse?
     
  • Anedota 15:18 em 24 February, 2018 | Comentar!
    velhote   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Três velhinhas estão em casa.
    Diz uma delas:

    • Ai… Estou com a vassoura na mão, mas não me lembro se ia varrer ou se já varri…

    Diz outra:

    • Xi… Tenho a camisa de dormir vestida, mas não me lembro se acordei agora ou se me ia deitar…

    Diz a terceira, conforme bate com a mão na mesa três vezes:

    • Bolas, espero nunca ficar como estas duas…

    Faz uma pequena pausa e diz:

    • Eu já venho, que parece que alguém bateu à porta.
     
  • Anedota 10:57 em 24 February, 2018 | Comentar!
    velhote   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Há um culturista que está a mirar-se ao espelho e repara que está todo bronzeado, menos numa parte. Resolve ir para a praia, enterrasse todo na areia e deixa de fora apenas a parte onde não está bronzeado. Entretanto passam duas velhotas e diz uma para a outra:

    • Olha para isto Emengarda! Não há justiça no Mundo! Aos dez anos eu tinha medo disto; aos vinte anos eu andava curiosa sobre isto; aos trinta anos eu gozei-o; aos quarenta eu perdi-o; aos cinquenta, eu cheguei a pagar por isto; aos sessenta anos, eu cheguei a rezar por isto; aos setenta anos, até me cheguei a esquecer disto; e agora, que já tenho oitenta anos, estas porcarias até crescem assim na areia!
     
  • Anedota 6:52 em 24 February, 2018 | Comentar!
    velhote   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Um casal de idosos estava sentado na sala de estar quando o homem diz à sua mulher que vai buscar uma taça de gelado. O homem levanta-se para ir à cozinha, mas a sua mulher agarra-o. Como já eram idosos, estavam a ficar muito esquecidos. Por isso, concordaram recentemente em anotar tudo o que iam fazer para se lembrarem. A mulher diz-lhe que também quer uma taça de gelado, mas pede-lhe para anotar. O marido diz:
    — Não é necessário, querida, eu não me esqueço.
    A meio caminho entre a sala e a cozinha, a mulher grita:
    — Põe também um pouco de chocolate em cima!
    E o marido responde:
    — Eu não me esqueço.
    Quando se preparava para entrar na cozinha, a mulher grita de novo:
    — Põe uma cereja em cima, e vê lá se anotas tudo, estás a ficar muito esquecido!
    O homem responde:
    — Deixa estar que eu não me esqueço, filha.
    Uns minutos depois, o marido regressa da cozinha e dá à mulher um cachorro quente, no prato. Ela olha para a sanduíche e diz:
    — Vês! Eu disse-te para escreveres! Esqueceste-te da mostarda.

     
  • Anedota 2:49 em 24 February, 2018 | Comentar!
    velhote   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Um jornalista foi fazer uma reportagem a um asilo de velhos e pergunta a um velhote que estava sentado:

    • A que é que se deve a sua idade tão avançada?
    • Método, meu filho… Sempre tive uma hora certa para me deitar e para me levantar. O nosso organismo é uma máquina que precisa de método e horário.

    O jornalista foi ter com outro e faz-lhe a mesma pergunta, ao que o velho responde:

    • Sempre evitei as mulheres, meu jovem!

    A seguir pergunta a outro:

    • Eu nunca fumei, nunca bebi nem tive vícios de qualquer espécie.

    A seguir o jornalista descobre o mais velho, o mais acabado, o mais enrugado de todos e muito admirado pergunta:

    • Então, e o senhor, a que deve essa longevidade? Nunca teve vícios, festas ou mulheres?
    • Qual quê! Eu nunca tive horário para nada, muita borga, copos, fumava três maços de tabaco por dia, jogo, mulheres com força, noites e noites sem dormir, eu sei lá que mais…
    • Então, e quantos anos é que tem?
    • Trinta e dois.
     
  • Anedota 22:39 em 23 February, 2018 | Comentar!
    velhote   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Um velhote ia pela auto-estrada a uma velocidade regular, quando um carro da polícia o mandou encostar. Muito surpreendido, o velhote desce o vidro e pergunta ao guarda:
    — Mas que foi que eu fiz, senhor guarda?
    — Não foi o senhor, foi a sua mulher. A senhora caiu do carro há mais de 20 quilómetros!
    — Graças a Deus! — respondeu o velhote com grande alívio. — E eu a julgar que tinha ficado surdo.

     

c
compor novo post
j
próxima post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
esc
cancelar