Um camponês foi ao registo civil fazer a cédula do filho. O empregado pergunta-lhe:
— É masculino ou feminino?
— Não é Marcolino, nem Felismino. É Tono.