— Ó Manuel, empresta-me 50 euros, um momento… só por um momento!
— Tens a certeza de que só precisas deles por um momento?
— Certeza absoluta: é só por um momento.
— Está bem, João; nesse caso espera mais um momento e depois já não precisas deles.