Havia uma mulher que era tão magra, tão magra que comeu uma ervilha e julgou que andava grávida.