Sentado num café, um actor célebre, de grande presença de espírito, discute com a mulher. Esta, fora de si, grita-lhe:
— És um estúpido, o mais abjecto de todos os sapos!
Os clientes do café voltam-se, interessados. E o marido, imediatamente:
— Formidável, querida! E que mais lhe disseste ainda, além disso?