Num hotel caro em Lisboa, uma velhota com os seus 80 anos

Num hotel caro em Lisboa, uma velhota com os seus 80 anos vai a descer no elevador. No 7º andar entra uma rapariga dos seus 23/24 anos de idade que cheirava a um perfume especial e caro, volta-se para a velhota, abana a blusa e diz, petulante: – Giorgio, dez contos por grama… Quando o elevador pára no 5º andar, entra outra rapariga com cerca de 25 anos de idade, também a cheirar a perfume raro e caro, vira-se para a velhota e diz: – Safari, 21 contos a grama… O elevador pára no 2º andar, a velhota prepara-se para sair do elevador, dá um valente peido, sacode a saia para arejar, volta-se para as petizes diz: – Feijão encarnado de conserva “COMPAL”, 200 escudos a lata… Esta semana, no Pingo Doce.