Ele era gay e não tinha coragem de sair do armário

Ele era gay e não tinha coragem de sair do armário. Por isso, vai a um psicólogo pensando que lhe poderia mudar a sua orientação sexual. – Por que é que você simplesmente não se assume e procura ser feliz? Estamos no Terceiro Milénio e esse preconceito é estúpido! – diz o psicólogo. – Eu sou assim por causa de um trauma de infância! – justifica-se o paciente. – É pouco provável que um trauma influencie a sua preferência sexual… – Mas fui forçado a isso! Eu tinha uns doze ou treze anos, estava a brincar no jardim lá de casa, quando o meu primo veio por trás, me agarrou e abusou de mim ali mesmo! Foi um horror! – Desculpe, mas continuo a achar que você se está a tentar enganar a si mesmo. Aos 13 anos a escolha sexual já está praticamente definida. Por que você não tentou simplesmente correr? – Tentar eu tentei, mas de salto alto e saia justa não conseguia velocidade…