Ultimas Anedotas ou Piadas Publicadas Página 247 Mostrar/Esconder Comentários | Atalhos de Teclado

  • Anedota 17:41 em 30 September, 2017 | Comentar!
    ,   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Então foi bom o casamento Sim mas acho… 

    Então foi bom o casamento?

    Sim, mas acho que não vai durar muito.

    Ai não? Então porquê?

    Porque quando a noiva disse sim o noivo disse: “não falas comigo nesse tom ouviste?»

     
  • Anedota 15:03 em 30 September, 2017 | Comentar!
    ,   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Dois beatos estavam numa igreja à espera do sermão. Como se demorasse, diz um para o outro.
    — Vamos ali defronte beber meio litro, enquanto não chega o padre?
    Foram e, quando voltaram, ainda nada de pregador. Nova demora. Apertou a sede, e repetição do mesmo convite:
    — Vamos beber outro meio.
    Recusa o companheiro, e nisto chega o pregador. Sobe ao púlpito, e diz:
    — Meus amados irmãos: para um cristão se salvar bastam dois meios…
    — O companheiro, tocando no braço do outro:
    — Eu não disse? Vamos lá beber o outro meio e estamos salvos.

     
  • Anedota 10:56 em 30 September, 2017 | Comentar!
      
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    —Como se chama? — pergunta o polícia ao preso.
    — Eusébio de Melo.
    — O seu estado?
    — Bêbado.
    — Isso não é estado.
    — Ora essa! Até se diz estado de embriaguez!

     
  • Anedota 6:42 em 30 September, 2017 | Comentar!
      
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Todas as noites, ao deitar-se, o bêbado atirava as botas ao chão com violência. O vizinho do andar de baixo, tantas vezes foi acordado por aqueles estrondos, que um dia não se conteve. Saiu-lhe ao caminho, fez-lhe ver que aquilo o incomodava, porque tinha de se levantar cedo, e às vezes acordava tão sobressaltado que já não conseguia dormir. O bêbado desculpou-se e prometeu não tornar a atirar com as botas.
    Nessa noite, duas da madrugada, o bêbado, ao deitar-se, arremessa a primeira bota. Acorda o vizinho de baixo, amaldiçoa a sua sorte, e fica esperando ouvir cair a segunda bota, para depois tentar adormecer. Espera, acende um cigarro, pega no jornal, impacienta-se, vê passar uma hora… e resolve subir ao andar de cima. Bate à porta até o bêbado lhe responder, e pergunta:

    • Ó vizinho! Então quando é que deixa cair a outra bota?

    Responde o outro, chateado e ensonado:

    • Eu esta noite pus a outra bota no chão com muito cuidado.
     
  • Anedota 2:36 em 30 September, 2017 | Comentar!
    ,   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    O bêbado, com um trapo velho, anda a tourear tudo o que vê: pessoas, candeeiros, automóveis, manequins e vai soltando «olés!» de satisfação. O polícia leva-o para a esquadra e, aí, o bêbado toureia o chefe da esquadra, que sem meias medidas lhe assenta uma bofetada que o atira ao chão. O bêbado levanta-se, tenta empertigar-se, e diz com a altivez que a bebedeira permitia:
    — Saiba V. Ex. que em 15 anos de toureio é a primeira vez que sou colhido!

     
  • Anedota 22:13 em 29 September, 2017 | Comentar!
      
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    O homem embriagava-se habitualmente mas não desistia de andar de bicicleta, e a mulher avisava-o:
    — Ó homem, tu andas de bicicleta nesse estado, e um dia vais parar ao hospital…
    Respondia ele:
    — Deixa lá, mulher; tu não vês que Deus me guarda?
    Um dia caiu, e foi mesmo parar ao hospital. A mulher foi vê-lo:
    — Eu não te dizia que um dia havias de vir parar ao hospital? Dizias «Deus guarda-me», «Deus guarda-me» mas agora não te guardou…
    — Oh, mulher! Tu não vês que Deus há só um, e os bêbados ontem eram tantos.

     
  • Anedota 17:48 em 29 September, 2017 | Comentar!
    ,   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    O chefe da esquadra:
    — Você não tem mesmo vergonha nenhuma! Da última vez que cá esteve prometeu que não tornava a embebedar-se, e que ia ser outro homem.
    — Pois prometi, senhor chefe. E sou. O pior é que este agora ainda gosta mais de vinho que o outro.

     
  • Anedota 13:25 em 29 September, 2017 | Comentar!
      
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    O médico não tem dificuldade em diagnosticar a origem dos males de que se queixa o cliente.
    — Estenda o braço, diz ao doente.
    O braço está agitado por tremores contínuos.
    — É claro. Você bebe demais.
    — Não tanto como isso — responde o doente —, eu entorno muito.

     
  • Anedota 9:05 em 29 September, 2017 | Comentar!
    ,   
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    O bêbado está encostado a uma árvore. Passa o polícia, que já o conhece, e diz-lhe:
    — Caramba! Você sempre bêbado, sempre bêbado! Quando é que acaba com isso?! Você nunca mais deixa de estar bêbado.
    — Hum! E você? Sempre polícia! Sempre polícia!

     
  • Anedota 5:02 em 29 September, 2017 | Comentar!
      
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    O bêbado vai de encontro a uma senhora e diz-lhe:
    — A senhora é feia.
    Um bocado depois torna a encontrá-la, fixa-a e diz:
    — Já lhe disse: a senhora é feia.
    — E o senhor é bêbado — responde ela.
    — Pois sim. Mas eu amanhã já estou bom…

     
  • Anedota 0:56 em 29 September, 2017 | Comentar!
      
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    O homem volta a casa de madrugada. Infelizmente, a mulher está acordada, à espera dele, e recebe-o com a colher de pau na mão:
    — Cuba de vinho! Bêbado! Pergunto a mim mesma que desculpa é que tu vais arranjar.
    E ele, com sinceridade.
    — Também eu!

     
  • Anedota 20:48 em 28 September, 2017 | Comentar!
      
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Entre amigos:
    — O Zé faz mal em beber tanto. Olha como ele cambaleia.
    — Ele faz mal é em andar.

     
  • Anedota 16:45 em 28 September, 2017 | Comentar!
      
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Dois amigos andaram juntos na paródia, toda a noite. No fim, um deles está tão bêbado, que o outro resolve ir acompanhá-lo a casa.
    — Não posso subir a escada sozinho! Sou capaz de partir a cabeça. O amigo põe-o aos ombros, sobe ao terceiro andar, abre a porta e atira-o lá para dentro. Ao descer, fica espantado por o encontrar estendido no portal. Sobe com ele novamente, faz a mesma coisa, e, quando desce, encontra-o outra vez lá em baixo.
    — Parece mas é que estás a gozar comigo!
    — Vê lá mas é se fazes as coisas como deve ser. Já são duas vezes que me atiras pelo buraco do elevador!

     
  • Anedota 12:27 em 28 September, 2017 | Comentar!
      
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    O médico, a um doente que o foi consultar:
    — Essa falta de vista que você vai notando é devida ao abuso do álcool. Não lhe restem dúvidas.
    — Não creio isso, doutor — responde o doente — Precisamente quando bebo vejo tudo a dobrar, e até a triplicar…

     
  • Anedota 9:24 em 28 September, 2017 | Comentar!
      
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Porque é que os alentejanos têm garrafas vazias… 

    Porque é que os alentejanos têm garrafas vazias no frigorífico ? É para as pessoas que vão lá a casa e não querem beber nada !

     
  • Anedota 8:24 em 28 September, 2017 | Comentar!
      
    share on facebook tweet on twitter post to tumblr +1 on google+

    Um homem estava doente em consequência de repetidos e enormes abusos de bebidas alcoólicas.
    O médico recomendou-lhe a maior sobriedade. Indo visitá-lo, vê em cima da mesa de cabeceira uma garrafa de vinho e um copo:
    — O que é isto? Por acaso, a despeito da minha proibição, bebeu vinho sem água?
    — Não, doutor. Deitei-lhe um pouco de aguardente.

     

c
compor novo post
j
próxima post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
esc
cancelar