Com as tags: maluco Mostrar/Esconder Comentários | Atalhos de Teclado

  • Hugo 19:50 em 10 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    Qual é a melhor forma de caçar coelhos?
    Esconder-se atrás duma árvore e imitar o grito da cenoura.

     
  • Hugo 15:23 em 10 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    No manicómio, em celas separadas:
    — Eu sou um enviado de Deus à Terra…
    — Mentira… eu não enviei ninguém!

     
  • Hugo 11:10 em 10 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    No hospício, um doido, sentado num banquinho, segura uma vara de pescar mergulhada num balde de água. O médico passa e pergunta:
    — O que é que está a pescar?
    — Otários, doutor.
    — Já pegou algum?
    — O senhor é o quinto!

     
  • Hugo 7:00 em 10 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    Andava um maluco com uma escova de dentes amarrada por um cordel pelos corredores de um manicómio. Cruza-se com um enfermeiro que lhe diz:
    — Então, pá? A passear o cão?
    — O senhor enfermeiro, sinceramente! Não vê que isto é uma escova de dentes, não é um cão? Depois eu é que sou doido! — diz o maluco, e vai-se embora.
    Passado um bocado, vira-se para trás e diz:
    — Anda Bobby, que já conseguimos enganar mais um!

     
  • Hugo 2:43 em 10 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    — Digam o que entendem por objecto transparente.
    Levanta-se um maluco:
    — É um objecto através do qual se pode ver!
    — Muito bem! Dá-me um exemplo de um objecto trasnparente…
    — O buraco da fechadura!

     
  • Hugo 22:39 em 9 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    Um internado num manicómio queixava-se de ter um gato no estômago. Chorava e arranhava-se desesperadamente. Um dia teve um ataque de apendicite e o médico decidiu que era uma boa ocasião para simular a cura. Mandou buscar um gato preto e, quando o internado voltou a si, o cirurgião mostrou-lho e disse:

    • Agora ficará bom. Olhe o que lhe tirámos.

    O internado olhou, agarrou-se ao estômago e gritou:

    • Tiraram o gato errado. O que engoli era cinzento.
     
  • Hugo 18:13 em 9 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    O pneu do carro do Manuel fura diante de um hospício. Ele desce e tira as porcas da roda, mas elas escorregam para dentro de uma sarjeta. Um dos internados assiste à cena do lado de dentro das grades do manicómio e aconselha:
    — Tire uma porca de cada uma das três rodas para segurar a que ficou solta, até chegar a um posto de abastecimento!
    — Fenomenal! Muito boa ideia… Obrigado! Olhe, eu nem sei porque está aí dentro…
    — Eu estou aqui porque sou doido, não por ser burro!

     
  • Hugo 13:45 em 9 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    Três loucos vão fazer o exame mensal para vei se já podem-receber alta e o médico pergunta ao primeiro deles:
    — Quantos são dois mais dois?
    — Setenta e dois — responde ele.
    O doutor abana a cabeça como quem diz «este não tem cura» e, virando-se para o segundo, repete a pergunta:
    — Quantos são dois mais dois?
    — Terça-feira — responde o segundo.
    Desanimado, o médico vira-se para o terceiro:
    — Quantos são dois mais dois?
    — Quatro, doutor! — responde ele, com firmeza.
    — Parabéns, acertou! Como chegou a essa conclusão?
    — Foi fácil! Baseei-me nas respostas dos meus amigos: setenta e dois menos terça-feira dá quatro!

     
  • Hugo 9:03 em 9 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    Um repórter vai a um hospício fazer uma entrevista. Chegando lá, encontra o pátio cheio de internados. Aproxima-se de um grupo de cinco e pergunta a um:
    — Quem é você?
    — Sou Freud!
    — E você — pergunta o jornalista, apontando para o segundo.
    — Eu? Sou John Lennon! E este que está ao meu lado é o Ringo Starr!
    O repórter anda mais um pouco, olha para o quarto maluco e faz a mesma pergunta.
    — Sou São Pedro!
    — São Pedro?! E quem lhe disse que você é São Pedro? — quis saber o repórter, já entusiasmado com a entrevista.
    — Foi Deus!
    — Eu não! — grita o quinto.

     
  • Hugo 4:24 em 9 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    Dois malucos têm um plano de fuga do manicómio. Desta vez, o plano era saltar o portão. À noite, um dos dois disse ao outro:
    — Ih!, não vai dar para saltar o portão!
    — Mas porquê?
    — Está aberto.

     
  • Hugo 0:10 em 9 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    Num exame de rotina, o médico do hospício pergunta a um dos seus pacientes:
    — E então, Napoleão, o que foi que você inventou desta vez?
    — Eu inventei um objecto que permite ver através das paredes.
    — Ah, sim? — pergunta o médico. — E como se chama esse objecto?
    — Janela.

     
  • Hugo 20:05 em 8 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    — Que conta enorme é essa que estás a fazer?
    — Estou a somar os números de todos os telefones da lista.
    — Para quê?
    — Porque depois marco o número que der a soma e respondem todos os telefones ao mesmo tempo.

     
  • Hugo 15:48 em 8 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    Dois loucos no comboio:
    — Já viste como os postes andam depressa? — pergunta um deles.
    — Vi. No regresso vimos de poste!

     
  • Hugo 11:41 em 8 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    No pátio do hospício há um louco que ri sozinho. Outro aproxima-se e diz-lhe:
    — O que te faz rir tanto?
    — Bom, eu conto anedotas a mim mesmo e acabo de contar-me uma que ainda não conhecia!

     
  • Hugo 7:15 em 8 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    Dois loucos passeiam junto a um campo de nudistas. Um diz ao outro:
    — Baixa-te para eu subir para as tuas costas e ver o que se passa para lá do muro.
    Passado um momento, o de baixo pergunta:
    — O que estás a ver?
    — Uma porção de gente em pêlo!
    — Homens ou mulheres?
    — Não sei. Não estão vestidos.

     
  • Hugo 2:35 em 8 January, 2018 | Comentar!
    maluco   

    Um passeante à beira de um lago vê um homem a espetar no chão, à volta de sua casa, bandeirinhas aos quadrados pretos e brancos. Pergunta:
    — O senhor desculpe, não quero ser indiscreto… mas pode dizer-me porque está a fazer isso?
    — Estou a pôr estas bandeiras para impedir as girafas de entrarem no meu espaço.
    — Girafas? Mas nunca se viram girafas por aqui?!
    — Claro que não, porque eu pus as bandeirinhas.

     

c
compor novo post
j
próxima post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
esc
cancelar