Com as tags: escola Mostrar/Esconder Comentários | Atalhos de Teclado

  • Hugo 9:46 em 22 September, 2017 | Comentar!
    , escola   

    O Animal Desdentado — Menino Augusto: dê o exemplo de um animal desdentado.
    — A minha avó, senhor professor.

     
  • Hugo 5:06 em 22 September, 2017 | Comentar!
    , escola   

    A professora pergunta aos alunos quem é capaz de imitar vozes de animais. Um dos meninos levanta-se e diz que não sabe, mas que o avozinho imita perfeitamente um lobo.
    — Isso não pode ser, menino. Agora o seu avô fazer tal e qual o lobo.
    — Já lhe disse, senhora professora. E estou a falar verdade.
    No dia seguinte aparece com o avô na escola, apresenta-o à professora, e, chegando a boca ao ouvido do avô, pergunta-lhe:
    — Ó avô: há quanto tempo que não papas uma boa garota?
    O avô: HUUUUUUU!

     
  • Aguenta 13:14 em 28 November, 2015 | Comentar!
    , escola, ,   

    a professora fala para o aluno joaozinho eu… 

    A professora fala para o aluno: joaozinho,eu fui bonita é passado e eu sou bonita é o que?
    O garoto olha para a professora e diz: é mentira!

     
  • Hugo 12:17 em 9 January, 2015 | Comentar!
    escola, ,   

    Pai, hoje fui expulso da escola 

    • Pai, hoje fui expulso da escola.
    • O quê??? O que é que fizeste?
    • Meti dinamite debaixo da cadeira da professora.
    • Maldito! Vais já à escola pedir desculpas à tua professora!
    • Qual escola?!?
     
  • Hugo 15:52 em 1 December, 2013 | Comentar!
    escola   

    Na aula de religião o professor voltou-se para a mais assanhadinha da classe e perguntou:
    _ Lurdinha, me diga, quem foi o primeiro homem!
    _ Ah! Professor, se o senhor não se importa, eu prefiro não dizer!

     
  • Hugo 15:51 em 1 December, 2013 | Comentar!
    escola   

    O aluno chega à aula todo esmurrado. A professora pergunta:

    • Ó rapaz o que te aconteceu?
    • Foi o meu pai que me bateu.
    • E bateu-te porquê?
    • É que o Sporting perdeu, e sempre que o Sporting perde o meu pai bate-me.
    • Ai sim, e o que é que o teu pai faz quando o Sporting ganha?
    • Não sei, Sra. professora, só tenho 12 anos!
     
  • Hugo 15:51 em 1 December, 2013 | Comentar!
    escola   

    • Alguém me sabe dizer donde vem a luz eléctrica ?

    Pergunta o professor ?
    Responde o João, muito rápido:

    • Da Selva !
    • Da Selva ? – Pergunta o professor.
    • Pois, ainda esta manhã o meu pai disse, quando estava a tomar banho:

    “Estes macacos cortaram outra vez a luz …”

     
  • Hugo 15:51 em 1 December, 2013 | Comentar!
    escola   

    O menino Zézinho chega esbaforido e todo sujo, alêm de atrasado, à aula.
    A Professora toda empertigada, interpela o Zézinho:

    • ENTÃO ISTO É QUE SÃO HORAS DE CHEGAR? E ainda por cima todo sujo?

    Isto não tem explicação.

    • Tem sim, xôpessora: tive de levar a vaca lá de casa, pró touro cobrir.
    • Mas o seu pai não pode fazer isso?
    • Poder, pode…,mas acho que a vaca prefere o touro.
     
  • Hugo 15:51 em 1 December, 2013 | Comentar!
    escola   

    Redacção de um menino da 2ª classe, àcerca da água.

    • A água é um líquido branco e molhado, que se torna preto quando a gente se lava nele.
     
  • Hugo 15:50 em 1 December, 2013 | Comentar!
    escola   

    Numa aula, a professora pergunta aos meninos o que estes querem ser quando forem grandes. Um diz que quer ser aviador, outro cientista, outro piloto de automóveis e, quando chega a vez do menino Carlinhos, este diz que queria ser playboy.
    Pergunta a professora:

    • Playboy, menino Carlinhos?! O que é isso?
    • Então! É um gajo que anda em brutos carros, bebe uns brutos whiskies e anda com umas brutas mulheres.
    • Ó menino Carlinhos, chegue aqui!

    A professora deu-lhe uma série de reguadas no rabo e o miúdo vai a chorar para casa. Chega a casa e o pai, ao ver o filho a chorar, pergunta:

    • Porque choras meu filho?
    • Porque a minha professora perguntou-me o que eu queria ser quando fosse grande e eu disse que queria ser playboy.

    O pai, irritado, faz-lhe a mesma coisa. No outro dia, o menino Carlinhos já de mansinho, quando a professora pergunta o que este quer ser quando for grande, responde:

    • Eu quero ser mini-playboy!
    • E o que é isso? – pergunta a professora.
    • Então! É um gajo que anda em brutos triciclos, bebe umas brutas gasosas e bate umas brutas “penhetas”!…
     
  • Hugo 15:50 em 1 December, 2013 | Comentar!
    escola   

    A professora chega à aula sem cuecas e pergunta ao Zezinho:

    • Zezinho, diz-me o nome de três estados do Brasil.

    O puto pôs-se a olhar para as pernas da professora e diz:

    • Bela Vista!… Pernambuco!… Mato Grosso!…
     
  • Hugo 15:49 em 1 December, 2013 | Comentar!
    escola   

    Na Madeira, chega um menino à beira da professora e diz:

    • Sra. Professora, a minha coelha teve cinco coelhinhos e são todos P.S.D.!
    • Muito bem! Olha, amanhã vem cá o Sr. Alberto João Jardim e tu contas-lhe essa história. Está bem?
    • Está bem! – responde o menino.

    No dia seguinte, o Alberto João Jardim vai visitar a escola e, como combinado, a professora chama o menino. O menino dirige-se à beira do presidente e diz:

    • Sr. Presidente, a minha coelha teve cinco coelhinhos e dois são do P.S.D.!
    • Então, – diz intrigada a professora – não eram os cinco?
    • Eram, …mas três já abriram os olhos!
     
  • Hugo 15:49 em 1 December, 2013 | Comentar!
    escola   

    Numa escola primária, todos os dias a seguir ao almoço, a professora perguntava aos alunos o que estes haviam comido.
    Virava-se para o Joaquim e perguntava-lhe:

    • Ó Joaquim, o que é que comeste hoje?
    • Bife com batatas fritas! – respondeu o Joaquim.
    • Muito bem, e tu Zezinho?
    • Comi umas costeletas! – respondeu o Zezinho.
    • Muito bem, e tu ciganito?
    • Eu comi sopa! – respondeu o ciganito.
    • Muito bem!

    E durante toda a semana o ciganito respondia sopa até que este, já zangado, diz à mãe:

    • Ó mãe, a minha professora pergunta sempre o que é que a gente come e só eu é que como sopa.
    • Está bem filho, amanhã dizes à professora que comeste faisão! – diz a mãe.

    No outro dia, depois de a professora perguntar aos outros miúdos, chega a vez do cigano:

    • Então ciganito, o que é que comeste hoje?
    • Ah, eu hoje comi faisão!
    • E olha lá, comeste muito? – continua a professora.
    • Ah, três malgas!
     
  • Hugo 15:48 em 1 December, 2013 | Comentar!
    escola   

    Numa aula, diz a nova professora aos alunos:

    • Bom dia, o meu nome é Valgina! Decorem bem este nome porque amanhã eu vou perguntar!

    No dia seguinte pergunta a professora ao Zezinho:

    • Tu, menino! Qual é o meu nome?

    O Zezinho, que estava distraído no dia anterior, responde:

    • Hum, …, já sei! Colna!
     
  • Hugo 15:48 em 1 December, 2013 | Comentar!
    escola   

    Numa escola de betos pergunta a professora:

    • António, diz-me uma flor começada por ‘R’.
    • Rosa! – diz o António.
    • Ai! É óptimo, é óptimo, é óptimo.

    João, diz-me uma flor começada por ‘C’.

    • Cravo! – diz o João.

    Ai! É óptimo, é óptimo, é óptimo.

    • Zezinho, diz-me uma flor começada por ‘O’.
    • Hum, …orgasmo! – diz o Zezinho.
    • Orgasmo?! Mas orgasmo não é uma flor!
    • Mas é óptimo, é óptimo, é óptimo…
     
  • Hugo 15:47 em 1 December, 2013 | Comentar!
    escola   

    Havia uma professora que não tinha ensinado nada aos alunos, e então recebeu uma carta a avisá-la que iria receber em breve a visita de um inspector.
    Ela então explicou aos alunos o que se ia passar, e que eles não deveriam ficar nervosos, e que quando não soubessem alguma coisa que ele lhes perguntasse, que olhassem para ela que ela iria arranjar uma maneira de ajudá-los.
    Assim foi, no dia da visita o inspector escreve no quadro a letras grandes CANETA.

    • Pode ser esse menino aí na primeira fila. Leia isto em voz alta.

    O garoto olha para a professora, que, enquanto o inspector estava a escrever, pegou numa caneta e começa a soletrar :

    • Ca-ne-ta!
    • Sim senhor, agora isto. – e volta a escrever, desta vez BORRACHA – Você aí ao lado agora.

    Mesma cena, e o garoto:

    • Bo-rra-cha!
    • Hmm afinal isto não está assim tão mal quanto diziam. Bem mais uma vez, agora aquele menino lá no fundo. – e ele escreve SINO

    O garoto aflito a olhar para a professora que estava a sacudir a mão fechada para cima e para baixo como quem está a tocar o sino.

    • Pu-nhe-ta!
     

c
compor novo post
j
próxima post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
esc
cancelar